Seguidores

Romance escrito em tempo real

sábado, 13 de junho de 2009

O orgulho nosso de cada dia

Contentar-se a si mesmo, já é uma tarefa árdua, agora, imagine agradar a humanidade. Na verdade, nem temos esse poder todo, nem temos essa importância toda que imaginamos ter e, Graças a Deus que não a temos! Na verdade, o nosso maior adversário é o orgulho. É ele que não nos permite errar, por causa dele estamos sempre querendo estar bem na fita, agradar, nos impede de admitir os nossos erros por menores que eles sejam. Sem levar o orgulho a nocaute jamais obteremos resultados. A eterna preocupação com o que o outro vai pensar é o mais inútil dos entraves. Principalmente porque não existe ninguém mais livre nesse mundo que “O Outro”. Ele sempre toma todas as suas decisões sem sequer lembrar de nossa existência. Faz o que bem quer de sua vida, então, por que acreditamos que temos que estar sempre nos preocupando com o que o outro vai pensar? Na verdade, existem dois tipos de "Outro", que é o outro real, que são pessoas que acreditamos dever obediência e o outro imaginário, que nada mais é que as censuras internas que nos foram impostas.
Cabe a nós detectarmos o que realmente queremos, o que nos é importante e levar a nossa vida do nosso jeito, da forma mais confortável e prazerosa. Trazer sempre em mente: Se o próprio Deus nos deu o livre arbítrio é porque Ele sabe o quão importante é ter liberdade para viver, agir, escolher.
Não dá para ser feliz com a verdade do outro, com as prioridades do outro, ditames de uma sociedade inteira. Acaso é possível sorrir com os lábios de outro?
Stella Tavares

13 comentários:

Caroline Toní disse...

"A eterna preocupação com o que o outro vai pensar é o mais inútil dos entraves"

Muito legal!Adorei esse comentário!Também concordo plenamente que aquela história de "eu não ligo para o que os outros estão pensando" não existe.Claro, é algo que devemos controlar, devemos fazer com que não se torne uma constante em nossas vidas e nem mude o curso da mesma!
Adorei!

Úrsula Avner disse...

Olá Estela, seus textos são muito reflexivos e este particularmente, sinaliza a importância do exercício da humildade em nossa vida. Bjs poéticos.

Priscila Rôde disse...

Pura verdade,vou refletir sobre isso.Beijos

Dandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dandra disse...

Stella, você tirou as palavras da minha boca. Eu sou insegura, penso muito antes de agir, imaginando o que outras pessoas vão pensar ao meu respeito. Admiro pessoas que vivem sem ligar para o que os outros pensam sobre, eu tento ser assim, mas não consigo e agora ao ler seu texto percebi o quão orgulhosa eu sou, não admito que falem mal de mim, não dou motivos pra isso, mesmo que seja um erro insignificante, tento encontrar formas pra explicar o porquê disso. Sempre quero agradar. Porque fazer o mal, se pode se fazer o bem?...

Você descreveu minuciosamente o que penso, mesmo sem saber hehe. Mas, isso são questões e tormentas da mente humana não é? E o que eu sou? Só mais uma nesse barco.

Adorei conhecer esse blog, apareceu no momento certo pra mim.

Bjs

Lau disse...

Olá, Stella!!! Obrigada por sua visita ao meu blog. Amei seu texto e concordo integralmente com o que vc nos diz.Um dia desses, publiquei um post no meu blog com algumas citações. Deixo essa abaixo, que, na minha opinião, vai ao encontro do que vc escreve.
"Não conheço nenhum caminho seguro para o sucesso, só um para o insucesso seguro: agradar a todos". (Platão)rs
Um beijo e já estou te seguindo.

JORNALISMO ANTENADO disse...

Olá, em primeiro lugar bem vinda aos meus seguidores..rs Espero que goste dos meus artigos e posts,escrevo porque gosto e do que gosto ou gostaria de também ler ou saber mais a respeito, não sei se estou certa ao fazer isso, mais só sei que e´assim...rs
Em segundo lugar parabéns, adorei o blogger e esse post em especial, realmente é assim que procedemos na maioria das vezes, damos voz a nossos medos do que irão pensar sobre nossas ações e isso nos leva a deixar de realizar muitas coisas na vida. Nem Jesus conseguiu agradar a todos, porque nós pobres mortais deveríamos ter essa preocupação?!Não é verdade?!
Beijos ,adorei!

Cah disse...

Parabéns Stella!

Muito bom o texto.

(Não dá para ser feliz com a verdade do outro, com as prioridades do outro)

Tão verdade isso!

=)

beeijos e obrigada pela sisita.

PADRE EUVIDIO disse...

Eu até acho que preocupar um pouquinho com que os outros vão pensar de nós é viável.
É essa preocupação que não nos deixa cair no ridículo.
O principal é não perder nunca a nossa personalidade em função dos outros.

Padre Euvidio.

.simone disse...

oi stella.
obrigada pelo carinho
adorei seu blog.

outro dia lír essa citação que diz:

"Em cada um de nós,
existem três pessoas.
A que achamos que somos,
a que os outros acham que somos,
e a que Deus sabe que somos."

bjs
uma linda e abênçoada semana pra vc.

Sonia Schmorantz disse...

Amigos são poemas…
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
nas noites solitárias e vazias.

Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
Seja bom...

Elaine disse...

Olá!
Estou passando para conhecer seu blog um pouco melhor.Sinceramente não entendo a paranoia toda do deputado...Parabéns pelo blog!Também quero desejar uma semana maravilhosa, com muitas coisas boas...
Beijos e fique com Deus.

RICARDO LEMOS disse...

Bom dia, Estela!
Achei excelente a iniciativa dos relatos de superação. É meio uma terapia virtual.
Quanto ao 'Outro', fantástico... tentei retratar o assunto com um pouco mais de ironia no meu blog...
Afinal de contas, ele está em toda parte, e o quanto de incômodo ele nos traz depende muito mais de nós mesmos do que do 'ZÔTO'...
Fique em PAZ!!!